segunda-feira, 31 de março de 2008


Durante a maré baixa, escrevi um verso na areia,
conferindo-lhe tudo o que me vai na alma e no
espirito.Regressei na maré para o ler e meditar
sobre ele. E não encontrei nada na areia a não ser
a minha ignorância.




Kahlil Gibra
(foto de josé lopes .em olhares)

4 comentários:

Fenrisar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
meu cantinho disse...

gostva de saber o que eu te fiz para ao comentares colocares um virus :(
fica bem se tornares a voltar daaaaa para ti :
fenrisar

Coragem disse...

Amiga, nunca entres num comentário que diga para clicares "Here"
Eu tenho o meu pc protegido,senão também eu já o tinha cheio de virus, e são as várias vezes que mo fazem.
Adorei o poema, beijinho

meu cantinho disse...

Pois,minha amiga o meu tambem está protegido senão já era.
beijinho