quinta-feira, 19 de junho de 2008

EFENETO OBG

Ia postar um texto de Paulo coelho um texto que li no "Manual do guerreio da luz"
mas depois decidi colocar este texto que me foi dito num comentario lindo demais para ficar ali
vou partilhar .
Espero que gostem tanto como eu gostei
um beijinho a quem me o escreveu "efeneto":)

Afundei-me no POR DE SOL
quando o disco vermelho
se enterrou no horizonte.
Mergulhei com ele a lua não me viu chorar.
Meu corpo petrificou-se e uma funesta janela
se abriuno majestoso pulsar da terra.
Quando os teares do vento se acalmaram
e a LUZ da alma voltou esfreguei os olhos
e renasci diferente.
Encontrei finalmente a VOZ
as PALAVRAS que me faltavam
e comigo carreguei as quatro estações.
A saudade é filha do mundo
que agora viaja cansada
nos tempos dentro de mim.
Sempre que chegar
sem avisar e quiser ocultar-me
a luz vou pisá-la de pés nus.


NOITE SERENA

BEIJINHO

2 comentários:

Cila & Di disse...

É um texto lindissimo, sem dúvida!
Espero que as coisas já estejam melhores por aí!
Beijo doce

Pena disse...

Sabe, Linda Amiga:
O que escreveu é tão, tão lindo.
Preenche de encanto e beleza puras.
"Afundei-me no Pôr-do-Sol...".
"...e a LUZ da alma voltou esfreguei os olhos...".
Possui uma ternura imensa.
Faço forças para que tudo corra bem com o seu marido.
Excelente!
Beijinhos amigos de estima e respeito sinceros.
Sempre a admirá-la pela imensa significação

pena