domingo, 20 de julho de 2008

Nazaré





E foi assim mais um sábado onde fomos visitar Nazaré ,saímos do Porto as 15 horas .


Claro que foi quase uma directa pois estando a trabalhar de noite dormi só 3 horas (8h,as 11)


Mas como já venho a dizer gosto do que faço e como diz o ditado quem corre por gosto não cansa


Foi uma saída regular ,visto que alguns dos componentes estão de ferias ,tínhamos a dançar 5 pares (poucos)a maior parte das nossas musicas é formada a pares isto quer dizer que um dos pares dançou pouco pois só podia dançar 4 .


Na cidade é um pouco complicado "arranjar" gente que queria entrar para o grupo pois hoje em dia as opções de diversão são muitas e a gente nova o que quer é discotecas . muitos até tem vergonha de vir vestidos com os trajes ,quando entrei para o grupo só como componentes tínhamos mais de 70 hoje em dia esse munero tem vindo a reduzir , é triste que um dia isto venha acabar as nossas TRADIÇÕES .
Um beijo
boa semana



7 comentários:

Sunshine disse...

Ontem conversei sobre a pena que é estarmos a perder as nossas tradições e a absorver tudo o que é novidade e o receio de perdemos quer como povo, quer como pessoas, aquilo que nos torna únicos e especiais.
Bjinhos com raios de Sol

Pjsoueu disse...

Paula; antes de mais quero parabenizá~la pelo traje - lindo. Gosto de ver as tradições do nosso país, assim, em todo o seu esplendor; - é pena a nova geração ir perdendo o interesse na cultura tradicional -

Em segundo lugar quero felicitá~la pelo esforço meritório que faz( mesmo depois de ter dormido tão poucas horas)) e mesmo assim viajar para dançar alegremente no rancho.

Por tudo isso, e muito mais gosto mais da sua forma de estar na vida; juntamente com a sua familia.

Beijos do Pj e familia:)

Atever disse...

Há dias passou um programa sobre jogos tradicionais e só se viam velhotes. Em contrapartida não há vivenda de "novo-rico" que não tenha um cesto de basquete no jardim e a venda de material (luvas e tacos) de basebol tem aumentado.
Com o resto das tradições é a mesma coisa.
Em Agosto é a festa da aldeia onde comprei uma casita e fazem um bailarico no largo do coreto. Só aparecem pessoas com mais de 40 anos. Os jovens ficam a noite inteira a olhar para os dançarinos e a beber cerveja... que tristeza.
Quando eu tinha 20 anos e não havia bailarico na sociedade, nós arranjávamos discos e miúdas e pedíamos a sala emprestada... a malta queria era “roçar o pincel” eheheh.
Beijinho.

Cila disse...

Lindas fotos...é preciso manter as nossas tradições, são elas que nos fazem, não se pode deixar perdê-las!
Beijo doce

D.Antónia Ferreirinha disse...

O VERÃO TEM COISAS BOAS. HÁ MUITO MAIS FESTAS E MUITAS MAIS SAÍDAS.
dIVERTE-TE E GOZA ENQUANTO PODES.
bEIJINHO.

meu cantinho disse...

obg pela vossa visita .
um beijinho e boas ferias se for o caso .:)

Pena disse...

Lindíssima Amiga:
É admirável e muito linda a sua maneira de encarar a vida. Ao trajar impulsionando Tradições que quase estão esquecidas, fazendo revivê-las encantada e deslubrantemente, é de uma pessoa extraordinária de beleza e encanto.
Adorei, amiga.
Pura e simplesmente, sensacional.
Adorei visitá-la como sempre acontece.
Beijinhos para si e para todos pela conduta bela que rege os seus magníficos sentimentos numa adorável atitude.
Parabéns sinceros pela forma de agarrar tradições que já fizeram o encanto dos nosso avós e das gerações que lhes antecederam.
Maravilhado- Digo-o de uma forma sincera, acredite?

pena