domingo, 26 de julho de 2009

Atirem a primeira pedra

Ontem, fui ate a praia, levei comigo uma revista na qual eu li "claro foi para isso que a levei:))

Mas estava lá uma reportagem na qual eu , já me senti assim "e por vezes sinto mas pronto"

Começava assim "Quem nunca se sentiu assim que atire a primeira pedra".

Falava de quarto mulheres em seu casamento,e como se sentiam sós ,mas no entanto rodeadas de gente.UMA chegou ate a dizer que estava cheia da rotina que levava trabalho casa e vice versa jantar almoço filhos escola etc etc coisas normais das donas de casa.

Faltava algo, no qual não sabiam explicar.

Penso que era muitas vezes da minha cabeça, não sabia explicar muitas vezes porque me sentia sozinha no meio dos meus homens.Faltava algo ,nada tinha haver com o meu casamento ou no que ele se transformou, por vezes e agora acredito (custou a ver isso)faltava o dialglo ,não só falarmos de coisa mornais do trabalho , dos filhos mas sim falar de nos dois .NOS DOIS.Só e mai nada :)

Claro que agora tento ser mais eu ,falo e se quiser ouvir ouve .Mas também não estou a espera da resposta se eu quiser ir algum lado,não estou a espera que diga hum hoje não apetece ir ,digo eu VOU ,se quiseres anda.e resulta :)
Claro que também tem haver com a auto estima de uma pessoa e a minha tem estado em cima .

Beijinhos(espera -me uma tarde de praia e MAR)

feliz domingo

PAULA

2 comentários:

Luisa disse...

Minha LINDA O VIVERMOS rodeadas de gente não significa estarms com muita gente, e penso que todas nós já sentimeos e vivemos esse baque do que afinal quem é meu cumplice?
Mas o tempo e a inteligencia são os melhores amigos:)!

Beijinhos

Luisa

Quase nos 50 disse...

Esse algo que parece faltar a mulheres e a homens tem muito a ver com a sua auto-estima e com o sentir-se desvalorizado.
Não é preciso ser casado ou ter fam´lia , basta viver um quotidiano que não valoriza o verdadeiro mas o supérfluo.
Gostei do seu retorno ;-)
Beijinhos