sábado, 1 de agosto de 2009

I.R.S. (Grande lata)

Andando eu tão bem disposta,já era de esperar que viria alguma coisa para me deixarrrrrrrrr fulaaaaaaaa grrrrrrrrr como costumo dizer,ora tendo eu a meu cargo ainda 3 filhos no qual dois já são maiores de idade,mas que contudo ainda estão comigo,trabalham 4 horas num pingo,claro esta quem lhes dá tacho sou eu.Não é com esse dinheiro que se vão governar.E sendo eu uma trabalhadora,que quando é preciso fazer umas horitas eu aproveito,sempre faz jeito além que depois ficamos com horas de folga. Não é justo(penso eu)ter que pagar i.r.s. nunca paguei e foi com meu espanto quando abri a carta (que por sinal já estava com a cabeça a roda por se ter atrasado tanto ,agora vejo o porque)tinha que pagar 350euros grrr. Meio ordenado .Sempre fui uma pessoa que não estava a espera de ajudas para criar os meus 4 filhos sempre fui a luta ..já estou a ver que realmente fica.se em casa a espera do rendimento que o governo dá faria melhor dahhh enfim ,AGORA SÓ ME RESTA PAGAR ..E SEMPRE QUE FOR PRECISO FAZER UMA HORITAS TENHO QUE FAZER CONTAS ..NÉ ..

Feliz sábado


BEIJINHOS

PAULA

3 comentários:

mundo azul disse...

_________________________________

...é! Por vezes, fica difícil equilibrar o orçamento!

Mas, enquanto temos um emprego e boa saúde...Tudo vai dando certo!

Quanto a sua pergunta lá no "MENSAGENS AOS VENTO", sobre a colocação dos PPS.

Veja, primeiro você tem que criar uma conta pessoal no SAPO, colocar o pps lá, criar um código e depois copiar esse código e postar no blog...É um pouco trabalhoso.

Beijos de luz e o meu carinho!!!

Zélia

__________________________________

Quase nos 50 disse...

Minha amiga tive também uma desagradável susrpresa este ano.....
Mas devemos pertencer aquela classe social de que o nosso PM Sócrates muito fala: os ricos!
E como tal temos que pagar os dislates do cavalheiro.......
Eu não posso pedir o tal subsídio mas a amiga pode.....tem é que deixar o seu trabalho e viver às custas dos que trabalham.....simples, né?
Beijinhos
;-(

Wiscat disse...

Isso é injusto! Mas o que havemos de fazer?